Visualizar:

▼ Postagens (5)
  • Em defesa da vida

    17

    Jan
    17/01/2012 às 05h11

    A primeira decepção que os aguarda é a realidade da vida que se não extingue com a transições da morte do corpo físico, vida essa agravada por tormentos pavorosos, em virtude de sua decisão tocada de suprema rebeldia. Suicidas há que continuam experimentando os padecimentos físicos da última hora terrestre, em seu corpo somático, indefinidamente. Anos a fio, sentem as impressões terrível do tóxico que lhes aniquilou as energias, a perfuração do cérebro pelo corpo estranho partido da arma usada no gesto supremo, o peso das rodas pesadas sob as quais se atiraram na ânsia de desertar da vida, a passagem das águas silenciosas e tristes sobre os seus despojos, onde procuram o olvido criminoso de suas tarefas no mundo e, comumente, a pior emoção do suicida é a de acompanhar, minuto a minuto, o processo da decomposição do corpo abandonado no seio das terra, verminado e apodrecido. De todos os desvios da vida humana o suicidio é, talvez, o maior deles pela sua caracteristica de falso heroísmo, de negação absoluta da lei do amor e de suprema rebeldia à vonta e Deus, cuja justiça nunca se fez sentir, junto dos homens, sem a luz da misericórdia. Emmanuel.
  • Igreja ou Comércio?

    16

    Jan
    16/01/2012 às 15h01

    Este "Centro Espírita", localizado na rua Antônio de Sá, número 145, Madalena, tém o nome de um padre considerado santo por milhares de fiéis que é o padre cícero. Talvés, a intenção deste nome foi para atrair atenção de católicos e ao mesmo tempo de espíritas que ainda não conhecem em verdade a doutrina. Os "clientes" vão buscar consolo, cura milagrosa, soluções para seus problemas financeiros e por ai vai. Só que: As consultas são cobradas e o valor em média é de R$ 30.00 e pode subir se as pessoas forem bem vestidas, barba feita, de moto/carro, etc, E nestes casos o preço é bem salgado. As consultas na realidade é feita por um pai-de-santo (com todo respeito) que deveria usar este dom que Deus lhe deu, que é curar as pessoas de graça e sem cobrar nada em troca. Interessante é que: Dentro do estabelecimento, tém uma caixa enorme de água descoberta para que o mosquito da dengue ponha suas lavras. Também ninguém sabe se tém álvara de licença e funcionamento da prefeitura. Cadê a fiscalização?
  • Descaso no Posto do Inss de Afogados no Recife

    16

    Jan
    16/01/2012 às 14h58

    No posto do Inss do bairro de Afogados, os computadores só vivem fora do ar e os mais prejudicados, são pessoas que tiveram seus atendimento agendados (no maior sacrificio) e que devido a demora, tendo de vir embora e ter que marcar tudo de novo e só Deus sabe o dia e mês. Estive nesta agência por duas vezes para tirar um extrato de CNIS e nada. Na última no dia de ontem (16), fui impedido de entrar no posto, pois segundo os seguranças, era ordem expressa do gerente da agência para ninguém entrar, para não encher mais a sala de atendimento. Ora, que eu saiba o local é público, e querer ou não entrar na agência é um direito que mim assiste, mesmo estando os computadores no ar. Inconformado ligue para a Ouvidoria da Previdência Social (já que pelo site da previdência ninguém consegue ter acesso a nada) e ao ser atendido e quando estava fazendo a denúncia, simplesmente desligaram o telefone. Afinal, quem já se viu uma agência dotada com mais de 10 computadores, ter uma banda larga tão lenta? Por que não mudam? Fizeram algum convênio com a Oi? Quando o sistema voltará ao ar novamente? Hoje, amanhã, próximo mês? Quando?
  • Barragem x Desmatamento

    14

    Jan
    14/01/2012 às 12h47

    Em Igarassu existem diversas barragens de captação de água que abastecem parte da Região Metropolitana Norte do Recife, entretanto, os mananciais estão ameaçados devido ao desmatamento que vem ocorrendo frequentemente no local, como por exemplo, nesta área Remanescente de Mata Atlântica em Monjope. Foto: Fernando Melo. Igarassu/PE.
  • Madeira ilegal

    14

    Jan
    14/01/2012 às 12h43

    Esses caminhões trafegam livremente pelas vias públicas sem serem incomodados pela fiscalização. A maior parte dessa madeira é oriunda das reservas remanescentes de Mata Atlântica. No litoral norte de Pernambuco a retirada de madeira é uma pratica muito comum, e vem causando a destruição das áreas verdes. Foto: Fernando Melo. Igarassu/PE.
Home |  Blog Grátis |  Hospedagem HTML Grátis |  Quem somos |  Parceria |  Anuncie |  Ajuda
Trabalhe no XPG |  Política de Privacidade |  Política de Segurança |  Denúncia © 2004-2017 XPG | Siga esta corrente